O Tempo de Deus!!

Por mais que dizemos que ter Fé; que acreditamos em Deus, há momentos que nos sentimos fracos, e chegamos a questionar algumas vezes a Sua existência. É comum isto ocorrer quando sofremos algumas decepções; quando passamos por alguma doença grave entres outras situações de sofrimentos.
Quando nos encontramos diante um problema sério em nossa família buscamos nas orações, numa maior participação de vida espiritual, no entanto a resposta não vem. No entanto, quando desanimamos e já começamos a acreditar que Deus não está ouvindo nossas orações as coisas começam a encontrar soluções. Parece que Deus nos ouviu. Resplandecemos de alegria e a dor do cansaço da espera passa rapidamente.
No curso de toda a nossa vida nos deparamos com uma realidade de perdas. Nesta, vitimamos e somos vitimados. Lamentamos as constantes quedas, as perdas frequentes de pessoas queridas…dos nossos amores… dos sonhos…do nosso próprio eu jovem. A mudança é inerente ao à vida e ao ser humano, no entanto, ela sempre nos surpreende, e a nós, cabe resisti-la, não aceitando-a ou minimamente lutando contra. Afinal, de certa forma, vivemos sobre o comodismo, e a mudança provoca medo e propõe desafios. Na atualidade, onde o mundo globalizado assume a cada dia, uma forma diversa, nos deparamos com tal necessidade e estranhamos… e muitas vezes, não respondemos a contento exatamente pelo fato de não termos tal preparo.
Viver é um processo, contanto que se confie e se entregue o caminho ao Senhor, afinal o relógio da providência divina nunca falha, no entanto, não atrasa ou adiante-se já que “tudo é no tempo de Deus”. Que todo e qualquer servo de Deus não aceite se entregar à angustia.  Ele está no controle de todas as coisas, sendo evidente e necessário que devamos nos colocar a seus pés e por meio da oração, explanar as nossas necessidades reivindicando sempre que seja feita a sua vontade, afinal, não há pai que não queira o melhor para o seu filho.
O tempo de Deus não é o nosso, já diz Palavra, mas, nem sempre nos damos conta disto. Por outro lado, também é preciso que o sofrimento nos leve a um crescimento seja humano, seja espiritual, pois, se isto não ocorrer não valeu a pena passar por ele, pensando assim, devemos ter a sabedoria de enquanto estiver nele aprender com ele.
Quantas e quantas vezes saímos fortalecidos das dificuldades as quais atravessamos e tornamos outras pessoas? Quantas vezes um fato circunstancial é capaz de tornamos bem melhor que éramos, como, por exemplo, amadurecermos, sermos mais caridosos, amáveis, menos orgulhoso e egoísta, menos preconceituosos? Quantas vezes por determinados sofrimentos passamos a valorizar muito mais nossa dimensão espiritual?
A pedagogia de Deus é nos ensinarmos a crescer a partir de nós mesmo. Fazer com que percebamos nossos limites e que compreendamos que somos capazes de superar os obstáculos criados não raramente pelas nossas atitudes, comportamentos e falta de amor próprio.
Não conheço nenhuma pessoa que recorreu a Deus e que não tenha sido atendida. No entanto, é preciso entender que Ele age de maneira diferente para com cada filho. Pois, conhece cada um em particular, sabendo o tempo e o momento certo de agir.

O que não podemos é perder-se diante do sofrimento, e querer buscar respostas onde elas não existam. A qualquer custo querer resolver um problema circunstancial que certamente no futuro poderá trazer consequências graves seja numa vida humana, seja na vida eterna.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s